PGCon Brasil 2008. O maior evento Brasileiro de Banco de Dados livres. 26 e 27 de Setembro no Centro de Convenções UNICAMP.

Descrição das Palestras

Palestra:Trees in PostgreSQL

Resumo:
If you have ever struggled with tree structures or other directed graphs in RDBMSs, you know how much pain it can be...until now.

Descrição:
Thanks to the efforts of Yoshiyuki Asaba, Tatsuo Ishii, and the rest of the team in Japan, the SQL standard WITH RECURSIVE is on its way into PostgreSQL 8.4. You will see some of the previous strategies for dealing with trees and directed graphs from the past, and learn about the bright future.

Palestrante: David Fetter

Mini-currículo:
David Fetter is based in the San Francisco Bay Area and has worked in various commercial enterprises, non-profits and educational institutions. He has worked extensively with Oracle, PostgreSQL, MySQL, Perl, PHP, PL/SQL, PL/PgSQL, PL/Perl and (of course!) vim on transaction processing and business intelligence systems.


Tutorial: O elefante aparelhado: ferramental e processo de administração de dados em PostgresSQL.

Público Alvo: Intermediário

Resumo:
Freqüentemente confunde-se modelagem e diagramação de dados, e aí vemos pessoas tentando 'tirar leite de pedra': criar um modelo apenas com ferramentas de diagramação, ou de mapeamento objeto-relacional.

Pior ainda, o trabalho de administração de dados não se resume à modelagem. A documentação, a manutenção do ciclo de vida de uma base de dados, o apoio ao desenvolvedor e ao usuário são também responsabilidades do administrador de dados.

Há toda uma variedade de ferramentas para auxiliar na administração de dados, e pretendemos mostrar algumas ao longo do ciclo de vida da base.

Descrição:

  • Documentação: requisitos, interfaces e regras de negócio.
  • Rascunhos: cérebro, caneta e papel.
  • O modelo de dados: seu editor de textos preferidos, e DDL. Ou que tal algo melhor?: a possibilidade próxima futura de DDL relacional no Alphora Dataphor como uma interface relacional para PostgreSQL.
  • O diagrama de dados: AutoDoc e SQL::Fairy, deixe o programa trabalhar por você!
  • Documentos: AutoDoc, SQL::Fairy, LaTεχ e DocBook. Concentre-se no conteúdo, não na formatação.
  • Controle do ciclo de vida da base: versionamento, colaboração, e geração automática dos produtos.

Palestrante: Leandro Guimarães Faria Corcete DUTRA

Mini-currículo:
Leandro DUTRA é Administrador de (Bases de) Dados com 14 anos em Informática, sendo 10 anos com SGBDs SQL. Trabalhou em empresas e projetos nacionais e estrangeiros de todos portes no Brasil e no Exterior, em organizações públicas e privadas, com e sem fins lucrativos, é coordenador de traduções do projeto GNU, contribuinte à lista usuários PostgreSQL Brasil e participante da comunidade, inclusive como palestrante. Também conhecido como o chato da pgbr-geral.


Palestra: Utilizando o PostgreSQL em bancos de dados biológicos

Público Alvo: Iniciante / Intermediário

Resumo:
Esta palestra apresenta o contexto das aplicações dos bancos de dados biológicos, enfocando o suporte aos projetos genomas e os desafios computacionais envolvidos. Um destaque especial é dado à utilização do PostgreSQL nos grupos de pesquisa da Universidade Federal de São Carlos.

A palestra está estruturada nos tópicos: Projetos genoma, Introdução à genética, Tipos de dados, Modelos de dados, Técnicas de busca, Indexação, Integração e Estudos de casos.

Descrição:
Os projetos genomas têm um worflow bem definido: os pesquisadores obtêm seqüências de dados biológicos através de equipamentos especializados e anotam suas observações sobre esses dados em uma base de dados. Em um outro momento, seqüências de dados biológicos são submetidas à pesquisa nas bases, buscando-se verificar as similaridades entre essas seqüências e as seqüências armazenadas. A idéia é que seqüências de dados semelhantes desempenhem funções biológicas semelhantes.

Computacionalmente, a utilização de bancos de dados biológicos gera vários problemas: Um deles refere-se a como: ?armazenar, analisar e recuperar grandes cadeias de caracteres?, onde as cadeias de caracteres representam seqüências obtidas do DNA. Para se ter idéia da magnitude do caso, o genoma humano possui cerca de 3 bilhões de pares de base (o que pode ser considerada como uma unidade de medida).

Outro problema é que cada pesquisador pode ter suas seqüências e anotações armazenadas em arquivos de dados com formatos e implementações diferentes. Integrar esses arquivos de dados, distribuídos espacialmente e com modelos de dados que podem ser diferentes requer uma atenção especial.

A Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) está inserida entre os centros de pesquisa sobre genomas. Um estudo de caso sobre os projetos desenvolvidos na UFSCar complementa a palestra.

Palestrante: Eduardo Leal

Mini-currículo:
Bacharel em Ciência da Computação (UEL), especialista em Didática (Faculdade São Luís) e Ciência da Computação (UFSCar) e mestre em Ciência da Computação com ênfase em Banco de Dados (UFSCar). Atualmente é Professor Pesquisador (UFSCar) e doutorando em Biotecnologia (UFSCar). Possui experiência docente no ensino superior e técnico, nas modalidades presenciais e à distância, e detêm sólidos conhecimentos em banco de dados, estruturas de dados e técnicas de programação.


Palestra: PostgreSQL, o Elefante Encouraçado

Público Alvo: Intermediário

Resumo:
10 entre 10 DBAs tem como função número 1 cuidar da segurança dos bancos de dados sob sua responsabilidade. Podemos entender como segurança a capacidade de manter os dados disponíveis o maior período de tempo possível, reestabelecer o funcionamento o mais rápido possível em caso de desastre,evitar a perda de dados e evitar o acesso indevido aos dados. Esta palestra pretende demontrar, técnicas, cuidados e limitações no trato com a segurança no PostgreSQL.

Descrição:

  • O que é segurança
  • Normas e legislações em voga
  • Determinando um SLA para o PostgreSQL
  • O que é um ambiente de "alta disponibilidade"
  • Fatores de sucesso para HA: equipe, rede, hardware, replicação, cluster
  • Estratégias de backup lógico e físico
  • Recuperação de desastres
  • Modelagem e perda de dados
  • Uso de visões e funções para proteger seus dados
  • SQL Injection
  • Autenticando usuários
  • Monitorando e auditando seus usuários
  • Bloqueando acessos diretos
  • A eterna confusão entre sysadmins, DBAs e desenvolvedores

Palestrante: Fábio Telles Rodriguez

Mini-currículo:

  • DBA Oracle, PostgreSQL e MySQL há 6 anos;
  • Ex. chefe da Divisão de desenvolvimento na Prefeitura de Diadema;
  • Consultor em bancos de dados;
  • Colaborador no CDI-SP (98 a 01), PSL-ABCD (04 a 06), Debian Zine (04 a 05) e PostgreSQL (a partir de 06);
  • Palestrante no VII e IX FISL, CONISLI 2005 e 2007, III Oficina Debian-SP, 1° Seminário de Inovações Tecnológicas em Cluster e Grid no Governo Federal, Maratona HowTo Database entre outros;
  • Artigos publicados na SQL Magazine, Debian Zine, DbRunas, Viva o Linux, iMasters
  • Autor do blog "Savepoint" em http://www.midstorm.org/~telles


Palestra: Projeto de replicação multi-master com 143 servidores PostgreSQL

Público Alvo: Intermediário

Resumo:
Descrição de um projeto de replicação de banco de dados realizado no ano de 2005/2006 para a Secretaria de Administração Penitenciária do Estado de São Paulo envolvendo 143 servidores PostgreSQL, 1 servidor Oracle e Mainframe. O projeto de replicação fez parte de um projeto maior de modernização da Secretaria e era praticamente a única solução técnica viável para a implementação de um sistema integrado de gestão prisional dadas as péssimas condições de rede, a grande necessidade de alta disponibilidade e a necessidade de alto desempenho em momentos críticos.

Descrição:
A palestra visa transmitir aos participantes minha experiência com o planejamento, implementação e implantação do projeto: Quais variáveis considerar no planejamento, os diversos riscos envolvidos, a necessidade de um ambiente de desenvolvimento altamente controlado, fatores de sucesso e de insucesso, enfim estarei descrevendo uma experiência de praticamente um ano e meio no desenvolvimento de uma aplicação orientada ao trabalho descentralizado.

Os principais tópicos a serem apresentados são:

1) Contextualização do projeto. Pequena descrição da situação de informatização da Secretaria no início do projeto e qual era a visão de futuro após concluido o projeto de modernização.

2) Descrição dos problemas existentes (software, infra-estrutura, problemas organizacionais e políticos) e como é que chegamos à conclusão que deveriamos implementar uma solução de replicação mesmo considerando todas as dificuldades e riscos deste tipo de projeto.

3) Fatores para a escolha do PostgreSQL como banco de dados para as unidades prisionais. (Segurança, Biometria, etc)

4) Rápida teoria sobre replicação: O que é replicação multi-master assíncrona ? Em quais tipos de aplicações pode ser usada ? Quais replicadores consideramos usar no projeto ?

5) Plano do projeto de desenvolvimento da aplicação descentralizada e da replicação.

6) Implementação.

7) Implantação. Dificuldades encontradas, erros e acertos do projeto.

8) Conclusão: Como seria hoje meu plano de projeto para implantar um projeto de replicação de larga escala como este após esta experiência, na qual vivemos grandes acertos e ao mesmo tempo poucos mas significativos erros ? Quais os riscos mais importantes a serem considerados ?

Palestrante: Wagner Corrêa Ramos

Mini-currículo:
Bacharel em Ciência da Computação (Unicamp-98), MBA em TI Aplicada à Gestão Estratégica de Negócios (2007). 20 anos de experiência em desenvolvimento, suporte, treinamento e implantação de sistemas, 12 anos de experiência em gerenciamento de projetos de TI e administração de bancos de dados relacionais, 8 anos de experiência com aplicações web (J2EE, PHP).

Especialista em integração de sistemas através de replicação de banco de dados e operações de ETL, tendo atuado nos últimos anos em projetos de integração para grandes empresas como Acesita, EMBRAPA, Atento, etc.


Palestra: skytools, pgbouncer, plproxy

Público Alvo: Intermediário

Resumo:
Nos últimos anos o PostgreSQL tem aumentado sua participação em empresas em áreas importantes das mesmas. Com isso problemas como performance com grande quantidade de usuários e aumentar disponibilidade do banco de dados em ambientes que precisam de 99,9% do ano disponível. Por falta de opções disponíveis em Software Livre/Código Aberto empresas como Skype criaram suas próprias ferramentas e liberaram como Software Livre/Código Aberto como SkyTools, PlProxy, PgBouncer. Essa palestra tem com objetivo mostrar um pouco dessas ferramentas.

Descrição:
Nos últimos anos o PostgreSQL tem aumentado sua participação em empresas em áreas importantes das mesmas. Com isso problemas como performance com grande quantidade de usuários e aumentar disponibilidade do banco de dados em ambientes que precisam de 99,9% do ano disponível. Por falta de opções disponíveis em Software Livre/Código Aberto empresas como Skype criaram suas próprias ferramentas e liberaram como Software Livre/Código Aberto como SkyTools, PlProxy, PgBouncer. Essa palestra tem com objetivo mostrar um pouco dessas ferramentas.

Palestrante: Fernando Ike de Oliveira

Mini-currículo:
Fernando Ike de Oliveira atualmente trabalha como Consultor em Administração de Sistemas, Banco de dados e Rede para B2BR. Ex-Administrador de Redes/Sistemas e Chefe de Desenvolvimento e Suporte da Prefeitura Municipal de Diadema do Estado de São Paulo. Palestrante no Fórum Internacional de Software Livre nas edições 6 e 7, no Congresso Internacional de Software na edição 4, no Iº PostgreSQL Conference Brasil, no Encontro Mineiro de Software Livre nas edições 2 e 3, no Iº Encontro de Santa Bárbara d' Oeste e das Maratonas Howto's.


Palestra: Replicação Síncrona - "Não existe almoço de graça!"

Público Alvo: Intermediário

Resumo:
A palestra tem por objetivo demonstrar os custos envolvidos ao se escolher uma alternativa de replicação sincrona em um ambiente OLTP de alta disponibilidade. A idéia é de fornecer dados práticos, aplicados a cenários em um caso de uso real.

Descrição:
A palestra tem por objetivo demonstrar os custos envolvidos ao se escolher uma alternativa de replicação sincrona em um ambiente OLTP de alta disponibilidade. A idéia é de fornecer dados práticos, aplicados a cenários em um estudo de caso real.

Para que esse objetivo seja alcançado serão apresentados os conceitos de replicação sincrona, bem como a infra-estrutura do ambiente do estudo de caso em questão. Posteriormente serão apresentados os prós e contras de duas soluções de replicação sincrona de dados: Sequoia e pgpool, e como eles foram modelados na estrutura anteriormente citada. Por fim serão expostos os resultados de diversos testes, demonstrando dados comparativos relacionados ao desempenho do ambiente como um todo, quantificando os custos decorrentes da replicação, permitindo ampliar a visão dos participantes para que futuramente possam tomar decisões mais confiantes.

Palestrante: Dickson dos Santos Guedes

Mini-currículo:
Atua há mais de 10 anos na área de Tecnologia da Informação; possui ampla experiência na administração de ambientes de missão crítica em empresas de grande porte. Vivência na área de banco de dados, desenvolvimento de aplicações, infra-estrutura de redes de computadores e administração de servidores, bem como em ambiente acadêmico, atuando como professor em cursos sequenciais, de graduação e banca de avaliação de projetos.

Atualmente atua na administração de banco de dados PostgreSQL em ambiente OLTP.


Palestra: Consultas Aproximadas no PostgreSQL

Público-Alvo: Intermediário

Resumo:
Bancos de dados são construídos utilizando o conceito de buscas exatas. Buscas mais sofisticadas tais como busca por faixa ou por afixos ainda utilizam o conceito de que duas chaves são ou não idênticas. Assim, a busca de dados similares é um problema desafiador e que tem sido pesquisado nos últimos anos.

Nesta palestra, apresentaremos idéias sobre buscas por similaridade e como ela pode ser feita no PostgreSQL.

Palestrante: Euler Taveira de Oliveira

Mini-currículo:
Euler Taveira de Oliveira, membro da equipe de desenvolvimento do PostgreSQL, estudante de mestrado na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) na área de banco de dados. Atua em projetos de integração e desenvolvimento de sistemas de informação utilizando software livre.

Palestrante: Diogo de Oliveira Biazus

Mini-currículo:
Diogo Biazus trabalha com PostgreSQL desde 2002. Atualmente está cursando Ciência da Computação na UFRGS e é sócio fundador da empresa softa consultoria (www.softa.com.br). Também é co-mantenedor do projeto PostgreSQL Br.


Palestra: Monitorando o PostgreSQL

Público-Alvo: Intermediário / Avançado

Resumo:
Monitorar significa saber qual é o estado do sistema em um determinado momento. Como bancos de dados contém informações que devem estar disponíveis, é essencial monitorá-lo. Nesta palestra falaremos sobre quando, como e o que monitorar no PostgreSQL. Apresentaremos ferramentas e técnicas que ajudam a cumprir o objetivo exposto.

Palestrante: Euler Taveira de Oliveira

Mini-currículo:
Euler Taveira de Oliveira, membro da equipe de desenvolvimento do PostgreSQL, estudante de mestrado na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) na área de banco de dados. Atua em projetos de integração e desenvolvimento de sistemas de informação utilizando software livre.


Palestra: PostgreSQL Br - Passado, Presente e Futuro

Público Alvo: Todos

Resumo:
Um pouco da história da comunidade de usuários PostgreSQL Br, o que está sendo feito pelo projeto e o que podemos esperar no futuro.

Descrição:
A palestra é uma recaptulação do que foi feito pelas pessoas que hoje formam a comunidade de usuários PostgreSQL Br. Depois abordo a função atual do projeto, e como a comunidade está estruturada. Finalizando apresento algumas perspectivas para o futuro do PostgreSQL Br.

Palestrante: Diogo de Oliveira Biazus

Mini-currículo:
Diogo Biazus trabalha com PostgreSQL desde 2002. Atualmente está cursando Ciência da Computação na UFRGS e é sócio fundador da empresa softa consultoria (www.softa.com.br). Também é co-mantenedor do projeto PostgreSQL Br.


Palestra: Sistemas Corporativos (ERP & GRP) com Inteligência Geográfica (PostGIS)

Público Alvo: Intermediário

Resumo:
O tema principal irá abordar conceitos e estratégias para o desenvolvimento de grandes sistemas de gestão para instituições/corporações cujo negócio está, de alguma forma, associado ao tratamento de informações georeferenciadas. Em especial, serão abordados sistemas como ERP (Enterprise Resource Planning) e GRP (Government Resource Planning). Será apresentado um caso de sucesso com um cliente governamental.

Descrição:
Atualmente existem idéias totalmente equivocadas de como é feita a integração da Inteligência Geográfica (Geoprocessamento) em grandes Sistemas Corporativos. Diversas empresas de TI estão desenvolvendo componentes geográficos inadequados para os ERPs e GRPs, com uma visão limitada de que a Inteligência Geográfica deve funcionar como um "módulo" para geração de "mapas". A apresentação irá apresentar os erros mais comuns e a fórmula para o sucesso com sistemas de grandes clientes cujo negócio demanda algum tipo de tratamento geográfico ou topológico das informações gerenciais (Logística, Agronegócios, Governo, Saúde, etc). Também será apresentado um modelo de parceria conduzida pela OpenGEO com empresas de TI que desejam integrar soluções com Inteligência Geográfica em grandes clientes através de tecnologias open source.

Palestrante: Helton Nogueira Uchoa

Mini-currículo:
Engenheiro Cartógrafo especializado em Sistemas de Gestão Corporativa com o PostgreSQL/PostGIS, coordenou diversos projetos da OpenGEO, muitas vezes, atuando diretamente na modelagem e desenvolvimento das soluções. A sua atuação no desenvolvimento de soluções em software livre e na organização de comunidades de usuários é reconhecida internacionalmente, sendo atualmente membro do conselho da Open Source GeoSpatial Foundation (OSGeo). Possui uma vasta experiência na área de soluções de código aberto para o segmento de geotecnologias com participação em inúmeros projetos. Também possui diversas publicações nacionais e internacionais.


Palestra: Banco de Dados Espaciais com PostgreSQL e PostGIS: Discussão de oportunidades e desafios a partir da experiência do SIPAM

Público Alvo: Iniciante

Resumo:
Os Bancos de Dado Espaciais diferem dos demais tipos de bancos de dados pela necessidade de armazenar características dos dados espaciais, capazes de descreverem sua localização no espaço e a sua forma de representação. Nos projetos de banco de dados espaciais, destacamos a utilização do PostgreSQL com PostGIS. Nesta palestra serão discutidas oportunidades e desafios no armazenamento e manipulação de dados espaciais, tendo como base o caso do Sistema de Proteção da Amazônia – SIPAM.

Descrição:
Os Bancos de Dado Espaciais diferem dos demais tipos de bancos de dados pela necessidade de armazenar características dos dados espaciais, capazes de descreverem sua localização no espaço e a sua forma de representação. Geralmente as bases de dados espaciais são criadas visando suportar aplicações de Sistemas de Informações Geográficas - SIG.

Durante algum tempo as soluções proprietárias de Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados – SGBD, dominaram os projetos de implantação de bases de dados espaciais, mas atualmente a utilização da poderosa dupla PostgreSQL e a extensão espacial PostGIS aparece como uma excelente opção. Entretanto, a criação de banco de dados espaciais e posteriormente a manipulação dos dados armazenados através de aplicações SIG envolvem fatores que vão além do processo de escolha de um SGBD.

Alguns destes fatores serão discutidos na palestra, ilustrados com base na experiência do Sistema de Proteção da Amazônia – SIPAM. O SIPAM é vinculado à Casa Civil da Presidência da República, gerenciado pelo Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam).

O SIPAM é uma organização sistêmica de produção e veiculação de informações técnicas, formado por uma complexa base tecnológica e uma rede institucional, encarregado de integrar e gerar informações atualizados para articulação e planejamento e a coordenação de ações globais de governo na Amazônia Legal, visando a proteção, a inclusão e o desenvolvimento sustentável da região.

Neste contexto, pretende-se demonstrar na palestra oportunidades e desafios do uso do PostgreSQL no armazenamento e manipulação de dados espaciais.

Palestrante: Luis Fernando Bueno e Hudyson Santos Barbosa

Mini-currículo:
Graduado em Informática pelo ILES/ULBRA e Mestre em Engenharia de Computação pela UERJ. É professor titular do ILES/ULBRA. Atua também como Analista Gerencial no Sistema de Proteção da Amazônia - SIPAM. Tem experiência na área de Ciência da Computação, com ênfase em Sistemas de Informação, atuando principalmente nos seguintes temas: geoprocessamento, banco de dados espaciais e tecnologia da informação aplicada a sistemas empresariais.

 

 

 

separador      português   english

Patrocínio Rubi

patrocínio

Patrocínio Platina

patrocínio
patrocínio

Patrocínio Ouro

patrocínio
patrocínio
patrocínio

Patrocínio Prata

patrocínio
patrocínio
patrocínio
new opportunities решебник онлайн гдз по лукашик гдз 9 класс ссылка ссылка тут ссылка ссылка гдз по английскому 5 кауфман гдз по алгебре спиши ру тут решебник по математике 7 клас на сайте решебник английский язык new millennium ру решебник английский 7 класс пименова гдз здесь ссылка решебник ненашев 8 класс гдз гдз 5 класс баранов бархударов русский язык 9 гдз гдз домашние задания информатика ответы 6 класс плешаков природоведение 5 класс решебник здесь история английский решебник 10 класс онлайн решебник ершова алгебра 8 класс решение задач b6 по математике решебник ссылка решебник мерзляк 8 класс решебник дорофеев 7 класс решебник по английскому кауфман онлайн скачать гдз биболетова 5 6 решебник по ссылка здесь английский язык 8 класс решебник гдз спиши по алгебре ссылка Универ sitemap